Segunda, 23 Dezembro 2019 15:31

Horário especial do comércio de Santa Helena se estende até 31 de dezembro

A chegada do período de festividades também atrai mais clientes e, muitas vezes falta tempo para ir às compras. A procura maior faz com que o comércio adote horários especiais para atender os consumidores. A partir do dia 16 já foram praticados expedientes estendidos. Nesta segunda-feira (23), as empresas ficam abertas até às 20 horas. Na terça-feira (24), e dia 31 de dezembro o atendimento será prestado das 8h às 17 horas. A definição passa por um acordo coletivo com o Sindicato Patronal do Comércio Varejista com sede em Toledo.

Mais vendas

O varejo brasileiro prevê o maior crescimento de vendas dos últimos seis anos para o período do Natal, segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A estimativa é arrecadar R$ 35,9 bilhões, o que representa 4,8% mais do que no ano passado.

A previsão de aumento de vendas também se reflete na contratação de temporários. Segundo a CNC, serão contratados 91 mil trabalhadores temporários neste fim de ano para atender ao aumento sazonal das vendas.

Em Santa Helena

O comércio de Santa Helena também conta com aumento nas vendas. Nos últimos dias o movimento é crescente, tendo em vista, principalmente, a aproximação do Natal. “Outro ponto positivo para este período é que as pessoas estão dispostas a comprar”, observa o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santa Helena (Acisa), Leonardo Redin. Conforme a secretária executiva da entidade, Dayane Passos, a ampliação no horário de funcionamento das empresas é facultativa. “O objetivo é potencializar as vendas, tendo em vista o maior fluxo de pessoas”, ressalta.

Pesquisa

O final de ano e Natal compreende um período de aquecimento nas vendas, com foco na gastronomia, vestuário e tradições típicas da época, o que gera mais vendas e maior procura em diversos setores da economia. Conforme números de pesquisa, divulgado pelo Sindilojas, para um em cada três empresários as vendas de Natal e Ano Novo representam um movimento de até 5% frente a faturamento anual. Para 29%, de 5% a 10%, e para outros 37%, mais que 10%. Em média, as vendas de Natal e fim de ano representam 8% do faturamento anual das empresas. O gráfico a seguir ilustra os números.

Foto-1
Foto-2
horrio